Segurança de Barragens: Teoria, Legislação e Prática

Professores
Luiz Paniago Neves, Rafaela Baldi Fernandes

Calendário

23 a 24
de Mar

Horário

Horário
09:00 às 18:00

Local

Local
Belém

Sobre o Curso

Critérios de Projetos de Segurança de Barragens de acordo com a Política Nacional PNSB – Lei 12.334/2010 – Legislação DNPM | ANA | ANEEL

CONTEÚDO ATUALIZADO! NOVA PORTARIA DNPM Nº 70.389/2017 E O SIGBM

O material do curso foi reformulado para incluir exercícios práticos e as atualizações da nova portaria DNPM Nº 70.389/2017, publicada em 19/05 que cria o Cadastro Nacional de Barragens de Mineração, além de estabelecer a periodicidade de execução ou atualização, a qualificação dos responsáveis técnicos, o conteúdo mínimo e o nível de detalhamento do Plano de Segurança da Barragem, das Inspeções de Segurança Regular e Especial, da Revisão Periódica de Segurança de Barragem e do Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração.

Outra mudança importante foi a criação do Sistema Integrado de Gestão de Segurança de Barragens de Mineração (SIGBM), integrando o Cadastro Nacional de Barragens de Mineração e permitindo a inserção das informações das inspeções via extrato de Inspeção Regular.

DETALHES DO CURSO

O curso visa qualificar profissionais para gerenciamento de uma barragem, elaboração e execução de Planos de Segurança de Barragens e também corpo técnico de suporte para operação de acordo com a Lei 12.334/2010 que rege a Política Nacional de Segurança de Barragens (PNSB) e as conexões e principais diretrizes ANA, ANEEL e DNPM.    

Serão abordados temas do setor, principalmente quanto ao Plano de Segurança de Barragens, Plano de Ação Emergencial, Acidentes de Barragens, Instrumentação de Barragens, Fichas de Inspeções Regulares e Especiais e também Relatórios Técnicos de Auditoria de Barragem. Discutiremos e trocaremos experiências também através da apresentação de estudos de casos.

OPORTUNIDADE PARA CONSULTORES E EMPRESAS

Trata-se de uma grande oportunidade para empresas que precisam se adequar às normas e também para prestadores de serviços do setor trocarem experiências com professores que são referência no assunto. O curso está organizado em um conteúdo que proporciona aos participantes conhecimento total da legislação, proporcionando segurança na tomada de decisões, contratação ou prestação de serviço relacionados à segurança ou ao licenciamento de uma barragem.

DESENVOLVA

• Saiba como monitorar objetivamente uma barragem para fazer prevenção e evitar acidentes e também como montar um plano de ação emergencial aplicados às suas reais necessidades;

• Conheça os principais requisitos legislativos de acordo com a Lei 12.334/2010 e suas normas infra-legais;

• Oportunidade para consultores aproveitarem a demanda em função das novas diretrizes da Portaria 70.389/2017;

• Conheça a proposta de concepção do novo Sistema Integrado de Gestão da Segurança de Barragens de Mineração (SIGBM);

• Atualizar-se quanto às alterações decorrentes das novas portarias.

METODOLOGIA

O conteúdo didático foi organizado de forma sistêmica, percorrendo o passo a passo para a elaboração de um bom projeto técnico, além de metodologias de inspeção e avaliação de segurança de barragens, através dos requisitos legais necessários segundo a legislação vigente.

A proposta do curso é dar aos participantes uma visão geral sobre os principais critérios técnicos para projeto, construção, operação e monitoramento de barragens de rejeito e acumulação de água. A partir de uma base sólida de critérios técnicos, o aluno terá condições de aplicar as solicitações legislativas referente a Segurança de Barragens, ampliando os conceitos e obtendo uma maior efetividade nas ações de controle e gestão de barragens.

O material do curso foi reformulado para incluir exercícios práticos e as atualizações da nova portaria DNPM Nº 70.389, publicada em 19/05/2017 e que cria o Cadastro Nacional de Barragens de Mineração, além de estabelecer a periodicidade de execução ou atualização, a qualificação dos responsáveis técnicos, o conteúdo mínimo e o nível de detalhamento do Plano de Segurança da Barragem, das Inspeções de Segurança Regular e Especial, da Revisão Periódica de Segurança de Barragem e do Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração.

Outra mudança importante foi a criação do Sistema Integrado de Gestão de Segurança de Barragens de Mineração (SIGBM), integrando o Cadastro Nacional de Barragens de Mineração e permitindo a inserção das informações das inspeções via extrato de Inspeção Regular.

Compartilhe com seus colegas de trabalho!

Professores

Luiz Paniago Neves
Professor

Geólogo pela UnB, mestre em Geologia Econômica e Prospecção pela UnB. Especialista Segurança de Barragens pela UFBA e ANA-PTI/Itaipú Binacional. Gestor de Segurança de Barragens e Especialista em Recursos Minerais. Green Belt e Black Belt em metodologia Six Sigma - melhoria contínua de processos. Experiência como Analista Ambiental. Especializado em prospecção mineral focada em recursos e reservas minerais metálicas.

Rafaela Baldi Fernandes
Professor

Engenheira Civil pela UFMG, Mestre em Geotecnia pela UFOP com a Dissertação “Nova metodologia para unificação do sistema de classificação de barragens de rejeito”, Doutoranda em Geotecnia pela Universidade do Porto/Portugal, em estudos de liquefação e análises de estabilidade. Especialista em Gestão de Risco de Escavações Subterrâneas pela USP/FEUP. Autora do Livro: “Manual para elaboração de Planos de Ação Emergencial para Barragens de Mineração”. Consultora e Engenheira Geotécnica em diversos projetos, construção e operação de barragens, experiência na elaboração de PAE e PSB e autora de livros sobre o tema. Membro do Comitê Brasileiro de Barragens, da Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e da Associação Brasileira de Geossintéticos. Professora Universitária e de cursos de Pós graduação, Diretora de Meio Ambiente no Instituto Brasil e Coordenadora no Departamento de Geotecnia do Instituto Minere.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Parte 1 – Noções Básicas e Critérios de Projeto

• Importância da investigação geológico-geotécnica

• Sondagens, coleta de amostras e ensaios

• Caracterização da fundação, materiais constituintes e rejeitos

• Tipos de projeto e premissas básicas

• Metodologias de alteamento

• Técnicas de disposição de rejeitos

• Critérios para dimensionamento de filtros e drenagem interna

• Geotêxteis aplicados em projetos de barragens

Parte 2 – Operação e Monitoramento de Barragens

• Controle volumétrico e topobatimétrico

• Pontos de disposição de rejeitos e comprimento de praia

• Pontos de captação de água

• Inspeção Visual – Roteiros e anomalias

• Tipos de instrumentação e tratamento de dados

• Análises de estabilidade e percolação

• Relatórios mensais de segurança

Parte 3 – Estudos de Dam Break, PAE e PSB 

• Critérios de classificação de barragens – CRI e DPA

• Estudos de ruptura hipotética – Dam Break

• Tópicos para elaboração do PAE e PSB

• Alternativas para disposição de rejeitos

Parte 4 – Legislação

a) Resolução CNRH nº 143/2012

• Critérios gerais de classificação de barragens por categoria de risco e dano potencial associado

• Barragens para disposição de rejeito mineral e/ou resíduo industrial

• Barragens para acumulação de água

b) Resolução CNRH nº 144/2012;

• Relatório de Segurança de Barragens – RSB

• Sistema Nacional de informações sobre Segurança de Barragens (SNISB)

Parte 5 – Lei nº 12.334 de 2010

• Histórico da criação da Lei

• Política Nacional de Segurança de Barragens (PNSB)

• Objetivos e fundamentos da PNSB

• Quais barragens estão inseridas na PNSB

• Quem são os órgãos fiscalizadores

• Plano de Segurança de Barragens

• Revisões Periódicas de Segurança de Barragens

• Inspeções Regulares de Segurança de Barragens

• Plano de Segurança de Barragens

• Sistema Nacional de informações sobre Segurança de Barragens (SNISB)

Parte 6 – Portaria DNPM 70.389/2017

• Definições e abrangência

• Sistema de Monitoramento

• Mapa de inundação

• Sistema Integrado de Gestão de Segurança de Barragens

• O que inserir no Sistema

• Quando inserir as informações obrigatórias

• Quem deve inserir as informações

• Cadastro Nacional de Barragens de Mineração

• Plano de Segurança de Barragens

• Revisão Periódica de Segurança de Barragens

• A 1ª Revisão Periódica (12, 18 ou 24 meses);

• Situações para iniciar uma Revisão Periódica

• Relatório da Revisão Periódica

• Declaração de Condição de Estabilidade para Revisão Periódica

• Inspeções Regulares de Segurança

• Relatórios de Inspeção Regular

• Fichas de Inspeção Regular

• Extrato de inspeção Regular

• Declaração de Condição de Estabilidade

• Inspeções Especiais de Segurança

• Relatório Conclusivo de Inspeção Especial

• Fichas de Inspeção Especial

• Extrato de inspeção Especial

• Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração

• Responsabilidades no PAEBM

• Situações de Emergência

• Declaração de Encerramento de Emergência

• Relatório de Causas e Consequências do Evento de Emergência em Nível 3

• Alerta com a Zona de Autossalvamento (ZAS)

• Responsabilidade técnica: quem pode elaborar e quando

• Sanções (autuações e/ou interdições)

• Classificação para barragens de mineração

Parte 7 – O SIGBM

• O que mudou com sua implantação;

• Quais documentos devem ser enviados pelo Sistema;

• Quando enviar os documentos obrigatórios;

• Cadastro de novas barragens;

• Descadastramento de barragens descaracterizadas;

• Extrato de Inspeções no Sistema.

Parte 8 – Demais legislações

• Resolução Normativa ANEEL Nº 696/15

• Resolução ANA Nº 236/2017

Parte 9 – Casos Práticos

Endereço
Rua Antônio Barreto, 1210, Umarizal- Belém

Com a palavra, nossos clientes

Investimento

Pagamento até: À vista: Parcelado:
20/02/2018 R$ 1.790,00 10 x R$ 195,00
20/03/2018 R$ 2.100,00 10 x R$ 225,00
  • Cartão de Crédito em até 3x sem juros.
  • Boleto Bancário com desconto.
  • Ordem de compra.

?

?

?

Fale conosco

Quer receber mais informações, atualizações e promoções deste curso?

Junte-se a nossos parceiros

que acompanham e recomendam o IM

Assine nossa newsletter