BNDES - Sustentabilidade e Inovação em Barragens de Mineração

BNDES vê grande demanda por recursos para inovação em barragens de mineração

 

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) prevê grande demanda por financiamento para o desenvolvimento de métodos mais sustentáveis e seguros de deposição de rejeitos de mineração e até mesmo de eliminação de barragens, afirmaram nesta terça-feira executivos da instituição.

A busca por métodos mais sustentáveis na mineração é uma pauta permanente da indústria, mas ganhou maior urgência com o rompimento da barragem da mineradora Samarco, na cidade mineira de Mariana, em novembro do ano passado, comentou o superintendente da área de insumos básicos do BNDES, Mauricio Neves.

“Claramente essa é uma preocupação de um conjunto de empresas do setor, as associações… dos financiadores, certamente”, disse Neves a jornalistas. Ele fez a declaração durante anúncio, juntamente com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), de 3,58 bilhões de reais para dois programas de financiamento voltados para inovação nos setores de química e mineração.

Recentemente, autoridades brasileiras manifestaram o interesse de banir no Brasil o design de barragens utilizado pela Samarco em Mariana, bastante comum. Uma iniciativa como essa poderá levar a indústria a buscar métodos mais sustentáveis e seguros.O BNDES e a Finep planejam lançar nesta semana o edital do Plano de Desenvolvimento, Sustentabilidade e Inovação no Setor de Mineração e Transformação Mineral (Inova Mineral), cujo orçamento será de 1,18 bilhão de reais.

Também anunciaram nesta terça-feira os projetos selecionados pelo Plano de Apoio ao Desenvolvimento e Inovação da Indústria Química (Padiq), que demandará investimentos de 2,4 bilhões de reais, sendo a maior parte apoiada pelo BNDES e Finep.

Os dois programas têm como objetivo financiar investimentos em inovação voltados para projetos sustentáveis, que incluem, por exemplo, redução de emissão de poluentes, eficiência energética, além de recuperação e conversão de resíduos agrícolas e subprodutos industriais em produtos químicos com vasta aplicação em bens de consumo.

O chefe do Departamento de Mineração e Metais do BNDES, Rodrigo Mendes, explicou que o banco ainda está conversando com as empresas sobre o Inova Mineral, mas que já há uma expectativa de demanda por financiamento para este fim.

“A gente espera que tenha uma demanda muito grande para poder de fato endereçar essa questão que se tornou crítica especialmente depois de Mariana”, afirmou Mendes, ponderando que ainda é cedo para falar em números.

Além do tema de redução e mitigação de riscos e de impactos ambientais, o Inova Mineral tem outros focos de apoio, como tecnologia, diversificação e competitividade em minerais, com foco em materiais de alto desempenho.

Fonte: Reuters



DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO